Putz, não consigo ouvir o nome desse jogo e não lembrar daquela cena do filme A Mumia.

Imhotep foi o mais nobre engenheiro, arquiteto e construtor do Egito antigo. E é exatamente nele que somos desafiados a nos tornar nesse jogo.

Apesar de ele não estar classificado como abstrato no BGG, eu o considero um dos melhores abstratos que existem (comentem!).

A beleza de Imhotep está na sua simplicidade de regras, nível estratégico e a elegância com que ele flui.

O objetivo do jogo é voce mover as pedras da sua pedreira através de barcos para alguma das construções do Egito, como a pirâmide, o obelisco, o templo e a câmara funerária.

tabuleiro de jogo

As ações disponiveis para voce são, adquirir novas pedras, carrega-las em um dos barcos disponiveis ou atracar um dos barcos em alguma das construções e, automaticamente, descarregar as pedras.

E a estratégia está justamente no fato de que ninguém é dono dos barcos, entao o barco que você botou uma pedra sua com a intenção de ir para a pirâmide, pode ir parar no obelisco, o que gera aquela imprevisibilidade bem legal.

A ordem que as pedras são desembarcadas respeita a ordem do posicionamento delas no barco, então é preciso pensar bem aonde posicioná-la.

Existem cartas que voce adquire em uma das construções, o mercado, que lhe permite fazer duas ações, colocar pedras diretamente em uma construção, escolher a ordem de desembarque de um barco ou aumentar sua pontuação de final de jogo.

visão lateral

Cada construção pontua de forma diferente, ou no momento que a pedra é colocada, ou no final do turno, ou no final do jogo. Existe também um set collection que dá pontos no fim da partida.

Imhotep é um jogo tao elegante, que devíamos jogá-los usando um hobby de seda e bebendo um Champagne!